Tiamina (Vitamina B1): Bula, Para que Serve, Benefícios e Preço

A tiamina, também conhecida como vitamina B1, é um dos compostos essenciais para o metabolismo exercer as suas funções energéticas, principalmente relacionada a tomada de glicose, sendo importante para a manutenção do sistema nervos, circulatório, para as células do sangue e para os músculos.

tiamina
Alimentos ricos em vitamina B1 (Tiamina)

🖐️ Um organismo que apresenta déficit ou falta desse composto geralmente se comporta com perda do apetite, fraqueza, irritabilidade, alterações cardíacas e anormalidades neurológicas.

Vários fatores podem causar  a falta de vitamina B1, incluindo:

  • dependência de álcool;
  • idade avançada;
  • HIV/AIDS;
  • diabetes;
  • cirurgia bariátrica;
  • diálise;
  • excesso de diuréticos.

Para que Serve

Medicamentos que apresentam cloridrato ou nitrato de tiamina são indicados para:

  • prevenção do Beribéri (doença relacionada a falta de vitamina B1 e que se caracteriza por diversos distúrbios sensitivos e motores, problemas circulatórios e problemas do aparelho excretor);
  • síndrome de Wernicke-Korsakoff (síndrome neuropsiquiátrica grave);
  • neurites e polineurites;
  • aumento da vitamina B1 (como no caso de gravidez, lactação, idade);
  • combater as cardiomiopatia relacionadas ao abuso de álcool.

Além dessas doenças a tiamina pode ser usada no combate a distúrbios metabólicos.

🖐️ Resumidamente a Tiamina se apresenta como uma importante molécula que entra na formação do ATP (adenosina trifosfato).

O ATP é a molécula considerada o combustível de funcionamento de todas as células do corpo, portanto auxiliam o organismo a quebrar o carboidrato convertendo-o em glicose, que será imprescindível para o funcionamento do corpo.

Alimentos Ricos em Vitamina B1

Além de medicamentos e suplementos, esse composto pode ser encontrado em fontes alimentares, como:

  • carne bovina, suína, aves e nos seus respectivos órgãos como fígado e coração;
  • leguminosas;
  • feijão preto;
  • germe de trigo;
  • cereais integrais;
  • girassol;
  • nozes;
  • linhaça;
  • levedo de cerveja.

Ainda é possível encontrar em alguns vegetais como:

  • brócolis;
  • aspargo;
  • cebola;
  • abobrinha;
  • beterraba;
  • espinafre;
  • couve;
  • tomate.

É importante ressaltar que mesmo consumindo esses alimentos, a concentração desse composto pode ser muito baixa em relação ao que um paciente com déficit desse nutriente apresenta. Nesses casos, a suplementação ou medicação será necessária de acordo com a avaliação do profissional de saúde.

Benefícios

Partindo do pressuposto que a falta de tiamina pode causar quadros severos de danos neurológicos, existem especulações que esse composto pode ser utilizado para combater a doença de Alzheimer. Estudos tem mostrado que a utilização da vitamina B1 tem apresentado efeitos positivos na função cognitiva destes indivíduos.

Outro ponto positivo à ingestão da tiamina é para pacientes que apresentem insuficiência cardíaca, já que seus medicamentos são diuréticos aumentando a excreção desse composto.

Evidências tem mostrado uma correlação positiva entre o uso da tiamina e a prevenção ao desenvolvimento da catarata. Uma dieta balanceada e rica em vitamina A, B1, B2 e B3 tem se mostrado eficiente no combate a este mal.

Outros benefícios estão relacionados a uma função hepática saudável, além de contribuir para os olhos, cabelos e pele.

A tiamina também se apresenta como necessária para uma boa função cerebral e de todo o sistema nervoso, além de fortalecer o sistema imunológico, dando mais disposição ao indivíduo durante períodos de estresse.

Bula da Tiamina

Antes de consumir a medicação, consulte um médico, faça exames de sangue e saiba se realmente há a deficiência do nutriente no organismo.

Contraindicações

Além do tradicional problema de hipersensibilidade relacionada à ingestão, não existe nenhum outro caso descrito na literatura que mostre contraindicações ao uso da vitamina B1.

É importante destacar que remédios que utilizem tiamina como seu principio ativo não são recomendadas para crianças e devem ser evitadas por gestantes.

Excesso de Vitamina B1

A vitamina B1 é geralmente considerada segura e não tóxica, mesmo em altas doses. Doses superiores a 100 mg podem provocar sonolência ou relaxamento muscular, e algumas pessoas relatam uma sensação de queimação quando recebida através da injeção.

Como tomar

O medicamento deve ser utilizado de acordo com as recomendações médicas e orientações da bula, sendo que a dose recomendada é 1 ou 2 comprimidos diários. O comprimido deve ser ingerido com algum tipo de líquido.

🖐️ É importante destacar que o medicamento não deve ser partido, aberto e/ou mastigado.

Efeitos Colaterais

A literatura médica não apresenta casos de toxicidade relacionado ao uso da vitamina B1. É de conhecimento que o excesso da tiamina é eliminado pela urina, portanto não existe um limite superior para a ingestão do composto.

O único grande problema da ingestão de tiamina é que o seu efeito a longo prazo pode causar um desequilíbrio em outras vitaminas do complexo B. Portanto, o uso da tiamina deve ser acompanhado do uso de polivitamínico do complexo B.

Preço Médio

Os medicamentos que apresentam cloridrato de tiamina como principio ativo apresentam-se espalhados por diferentes laboratórios e dessa forma tende a ter preços bastante variados.

O Frasco de 300mg, contendo 30 comprimidos revestidos apresenta um valor que vai desde R$8,00 até R$ 19,98. Compare o preço antes de comprar!

O artigo Tiamina (Vitamina B1): Bula, Para que Serve, Benefícios e Preço apareceu primeiro em Rural BR.

Advertisements

Bula do Cialis: Para que Serve, Indicações, Como Usar e Onde Comprar?

Doutor Enrique Bernoldi
Autor: Dr. Enrique Bernoldi
Médico Endocrinologista

Conheça tudo sobre o Cialis, uma medicação específica para o tratamento da impotência sexual masculina. Entenda para que serve, como funciona, indicações de uso, precauções e os principais efeitos colaterais do medicamento.

Cialis
Caixa de Cialis com comprimidos de 20mg

O Cialis é um produto específico para a disfunção erétil. Trata-se de uma condição que acomete muitos homens no mundo inteiro, sendo, atualmente, um assunto pouco tratado. Diversas medicações estão disponibilizadas no mercado, porém é imprescindível fazer o diagnóstico e o tratamento da razão desta condição.

Dentre as substâncias receitadas para homens como problemas de ereção, o Cialis tem destaque pela garantia de uma ação mais duradoura, que pode alcançar até 36h.

Bula do Cialis

O medicamento, em questão, deve ter administração cautelosa aqueles que apresentam uma das condições a seguir:

  • problemas cardíacos;
  • insuficiência do coração;
  • batimento cardíaco irregular;
  • histórico de ataque cardíaco;
  • derrame;
  • pressão baixa;
  • problema renal;
  • problema hepático;
  • sangramentos;
  • deformações do pênis;
  • anemia falciforme;
  • leucemia.

É importante lembrar que a relação sexual pode ter desaconselhamento em indivíduos com patologias do coração de caráter grave, bem como atividades físicas, em geral.

O especialista deve ter informação acerca de condição cardíaca do indivíduo que apresenta a disfunção erétil. Aí portanto, poderá decidir qual o tratamento mais coerente para a condição, em questão.

Para que Serve?

Para o tratamento da disfunção erétil, é importante que a dosagem indicada do medicamento compreenda 5mg, com administração 1x por dia, sempre em mesma hora. O tratamento durará o tempo que estipular o especialista.

Indicações

O medicamento tem indicação para tratar disfunções eréteis, ao passo que a ereção não seja suficiente para a ocorrência de relação sexual. As disfunções, também denominadas como impotência sexual, são causadas por diversos motivadores. É imprescindível fazer a consulta a um especialista para a descoberta da natureza de tal condição.

O remédio Cialis, pode auxiliar o homem que apresenta a disfunção erétil para que obtenha e mantenha ereções quando estiver excitação sexual.

Trata-se de um medicamento para tratar as dificuldades de manter ou obter ereções penianas. Ao passo que o homem tenha o estímulo sexual, as respostas físicas normais do seu organismo é a elevação do fluxo de sangue na região do pênis.

Isto acaba resultando em ereções. O medicamento auxilia a promover o aumento do fluxo sanguíneo na região peniana e pode ajudar os homens que apresentem a disfunção erétil a conseguirem a ereção de modo satisfatório para a relação sexual.

Ao perceber a integridade da relação sexual, o fluxo de sangue peniano faz a redução e as ereções terminam. Para que este medicamento funcione, há a necessidade de haver a excitação sexual. Neste caso, o homem não apresentará ereções somente por consumir a drágea do medicamento, sem que exista o estímulo sexual.

O princípio ativo do Cialis é a Tadalafila – substância que atua, aproximadamente, a contar 30min após a ingestão e pode ter efeito por até 36h.

Efeitos Colaterais

Dentre os possíveis efeitos colaterais disponíveis pelo medicamento, podemos citar os seguintes:

  • dores nas costas;
  • indigestão;
  • rubor facial;
  • dores musculares;
  • congestão nasal;
  • falta de ar;
  • dores de cabeça;
  • refluxo;
  • dores nas extremidades.

Precaução

Este medicamento não tem indicação para o público masculino que não apresenta disfunções eréteis.

O medicamento não deve ter uso por indivíduos com alergia à substância da tadalafila ou quaisquer outros compostos da substância.

O remédio não deve ter administração a indivíduos que usem substâncias compostas por nitratos, a exemplo de:

  • propatilnitrato;
  • isossorbida;
  • nitroglicerina;
  • dinitrato de isossorbitol.

Não existem indicações ou advertências específicas quanto a utilização do medicamento pelo público em faixa etária idosa. O Cialis não tem indicação para o público feminino.

A medicação apresenta lactose e, por isso, não deve ser utilizado pelo público que apresente a intolerância a esta substância.

O remédio deve ter administração cautelosa a quem apresentar os problemas de saúde mencionados anteriormente, bem como as seguintes condições:

  • úlceras estomacais;
  • condições relativas aos rins que haja a necessidade de diálise;
  • hemorragias;
  • doença de Peyronie;
  • situações predispostas a priapismo;
  • mieloma múltiplo.

É extremamente relevante comentar ao especialista toda a medicação que faça uso, tanto com receitas ou não, de forma principal, o uso de medicamentos para as condições, a seguir:

  • antibióticos;
  • problemas da próstata;
  • pressão alta;
  • problemas cardíacos;
  • remédios para tratar AIDS;
  • remédios para tratar infecção provocada por leveduras e fungos;
  • remédios para tratar patologias estomacais como úlceras e gastrite.

Em relação a pesquisas clínicas, houveram relatos de efeitos adversos com a utilização do medicamento, em questão, sendo comum a vermelhidão no rosto, dores de cabeça, dores nas costas, tontura; mialgia e afins.

Diversas informações sobre o medicamento estão disponíveis na bula do produto, e por isso, é imprescindível que se faça a leitura cautelosa antes de fazer o uso dele.

Atente-se a todas as possibilidades de reações adversas e identifique a indicação específica do produto para a sua condição clínica. Caso não a encontre na embalagem, consulte o seu especialista para melhor compreensão do problema.

Como Tomar?

Sugere-se que se faça uso de uma drágea do medicamento, uma vez por dia, antes da atividade sexual, sem que isso dependa das alimentações ou de acordo com recomendação de um médico especialista.

O medicamento, em questão, é comprovadamente eficaz depois dos 30min posteriores ao seu consumo, pelo tempo de até 36h.

Indivíduos podem ter início da relação sexual em variações relacionadas a ingestão, de modo a fazer a determinação de suas próprias pausas excelentes de resposta.

O tempo do tratamento deve acontecer em função do diagnóstico e parecer médico.

Cialis 5mg ou 20mg?

É comum que os homens fiquem apreensivos em relação a dose adequada do medicamento. Contudo, é simples. Há quatro possíveis doses da medicação que compreende os quantitativos de:

  • 2,5mg;
  • 5mg;
  • 10mg;
  • 20mg.

Ao fazer a seleção da versão mais adequada, basta que se considere a disfunção erétil e contínua, bem como precisa do tratamento em constância.

A categoria de 2,5mg e 5mg correspondem ao tipo diário, visto que as embalagens de 10 e 20mg correspondem a utilização ocasional, em situação de necessidade repentina do homem, em um momento específico do dia.

Há, ainda, uma categoria em spray que é essencial para aqueles que precisam de ação mais imediata, visto que ao ter a borrifação embaixo da língua, o elemento tem absorção e alcança de forma célere a corrente de sangue, gerando a ereção em menos de 5min.

Vai fazer uso desta medicação? Antes de comprar o Cialis, verifique todas as precauções da bula e atente-se a orientação de um especialista. Só ele pode determinar o que é melhor ou não para o seu organismo!

O artigo Bula do Cialis: Para que Serve, Indicações, Como Usar e Onde Comprar? apareceu primeiro em Rural BR.

Chá da Pata de Vaca – Benefícios, Para que Serve e Efeitos Colaterais

A a pata de vaca medicinal, Bauhinia forficata, apresenta diversos efeitos interessantes para o organismo, principalmente no que diz respeito aos seus usos. Esses efeitos já foram testados e comprovados cientificamente, sendo que o Sistema Único de Saúde (SUS) em alguns casos utiliza-se dessa planta.

pata de vaca
A Bauhinia forficata, se apresenta com folhas em formatado de pata de vaca
Nome Comum Pata de Vaca
Nome Científico Bauhinia forficata
Família Botânica Fabaceae
Riscos Nenhum conhecido
Habitat Mata Atlântica
Onde Encontrar Brasil, Argentina, Paraguai, Peru, Bolívia, Uruguai e México
Como Consumir Chá, Extrato em pó, Cápsulas, Compressa ou Tópico

Para que Serve

Para uso medicinal é possível usar todas as partes da planta – casca, caule, folhas e flores – que são utilizadas para os mais diferentes fins. Até as raízes podem ser utilizadas, apesar de serem venenosas, porém em dosagens adequadas elas apresentam uma ação vermifugante extremamente poderosa.

Citando alguns de seus usos:

  • Casca – expectorante
  • Flores – purgativo
  • Folhas – diurético e hipoglicemiantes
  • Raízes – vermifugante

A Bauhinia forticata é muito conhecida por suas capacidades medicinais, conheça alguns dos seus principais benefícios para a saúde em geral.

Benefícios

  1. A pata de vaca tem ação diurética, hipoglicemiante (redução da glicemia), hipocolesterolemiantes (redução do colesterol), para auxiliar nos problemas renais e também no tratamento para infecções urinárias.
  2. A faringite e os resfriados comuns também podem ser tratados com o chá de pata de vaca, graças a sua propriedade adstringente.
  3. Em uso externo (compressa ou tópico local) tem propriedades cicatrizantes e também funciona como anti-séptico, ou seja, reduz a probabilidade de infecção em feridas superficiais e ajuda a uma rápida recuperação da pele.
  4. A erva também pode reduzir o crescimento de câncer, e tem efeito antioxidante.
  5. Ajuda a manter a diabetes controlada diminuindo os níveis de açúcar no sangue. As pessoas que se utilizam de medicamentos para o tratamento de diabetes devem consultar um profissional de saúde antes consumir a planta.

Emagrecimento

Afinal, pata de vaca emagrece?

Apesar de ser uma planta medicinal com diversos usos comprovados, não apresenta efeitos diretos que possam ser associados ao emagrecimento.

Por outro lado, como ela apresenta uma ação hipoglicemiante, pode ser uma opção para as pessoas com obesidade, já que essa condição geralmente é acompanhada por problemas associadas à glicemia e diabetes.

Efeitos Colaterais

Recomenda-se evitar o uso da planta, nos seguintes casos:

  1. Mulheres grávidas, em fase de amamentação ou ainda para crianças.
  2. Pessoas que sofram com problemas de hipoglicemia também não é recomendado o uso, uma vez que a planta poderá apresentar um efeito potencializador.
  3. Cirurgia: Existe a preocupação de que a planta possa afetar os níveis de açúcar no sangue durante e após a cirurgia. Pare de utilizar e erva pelo menos 2 semanas antes de uma cirurgia programada.

Dosagem

  1. A dose apropriada depende de vários fatores, tais como a idade do usuário, saúde e várias outras condições individuais.
  2. Neste momento, não existem dados científicos suficientes para determinar uma quantidade exata de doses.
  3. Não se esqueça de seguir as instruções relevantes nos rótulos do produto e consultar o seu médico, farmacêutico ou outro profissional de saúde antes de utilizar.

Chá de Pata de Vaca

chá de pata de vaca

O chá da folha de pata de vaca apresenta uma ação diurética e hipoglicemiantes de forma muito acentuada.

Dessa forma não se deve abusar do uso desse chá, nem aumentar a proporção de folhas utilizadas.

Ao fazer isso você poderá provocar efeitos colaterais muito severos como uma queda muito acentuada da sua glicemia, o que poderá trazer efeitos desagradáveis.

Receita do Chá

O ideal é que a receita para fazer o chá de pata de vaca seja seguida à risca:

  • Utilize uma folha da planta, rasgue-a em pequenos pedaços, que sejam o suficiente para uma xícara
  • Deixe a folha em infusão, abafada, até que ela fique morna e dessa forma ela pode ser ingerida. Não faça a folha ferver!
  • Após isso, coe o chá e tome 1 xícara ao acordar ainda em jejum e outra antes de dormir.

A utilização da erva em conjunto com outras plantas medicinais pode potencializar seu efeito terapêutico.

Lembre-se de consultar um profissional de saúde, antes consumir!

O artigo Chá da Pata de Vaca – Benefícios, Para que Serve e Efeitos Colaterais apareceu primeiro em Rural BR.

Marapuama em Pó: Para Que Serve, Benefícios e Efeitos Colaterais

A Marapuama também é conhecida pelo nome científico Ptychopetalum Uncinatum, ou como Viagra da Amazônia, muiratã ou muirapuama. É uma planta nativa da floresta da Amazônia, muito utilizada pelos índios nativos da região.

marapuama
Na língua indígena Muira Puama significa Muira = madeira e Puama = potente.

Nome Comum Muira Puama ou Marapuama
Nome Científico Ptychopetalum olacoides
Família Botânica Olacaceae
Riscos Nenhum conhecido
Habitat Nativa da Floresta Amazônica
Onde Encontrar Norte da América do Sul – Brasil
Como Consumir Extrato em pó, Cápsulas, Chá, Compressa ou Tópico

Essa planta é um arbusto e com 5 metros de altura no máximo e pode ser encontrada na natureza na forma de cascas picadas e de folhas frescas. Além de ser encontrada também em lojas de produtos naturais ou em farmácias de manipulação na forma em pó ou cápsulas.

Muirapuama é uma erva medicinal muito conhecida por seus efeitos estimulantes e afrodisíacos e sua exportação se dá para diversos países. Em termos de medicina alternativa, podemos encontrar muitas plantas um tanto desconhecidas, na maioria das vezes, porém de eficiência enorme, como é a Marapuama.

Para que serve

Historicamente suas raízes e suas cascas foram usadas de forma medicinal pelos indígenas na Amazônia e sua raiz servia para tratar problemas de paralisia causada por poliomielite nesses povos.

Os nativos ao longo do Rio Negro da Amazônia Brasileira usam os caules e as raízes da Muirapuama como um tônico para tratar os problemas neuromusculares.

Na Medicina Botânica Brasileira, Marapuama é conhecida como um estimulante sexual natural e conceituada como um poderoso afrodisíaco. Está na Farmacopeia Brasileira desde a década de 1950.

A erva aumenta o fluxo do sangue na região pélvica de homens e mulheres atuando como um estimulante da libido sexual. Ajudando a prolongar as ereções em homens, assim como a sensação de prazer e o orgasmo nas mulheres.

Marapuama tem ganhado popularidade nos Estados Unidos, onde os profissionais de saúde estão receitando o uso da erva para: depressão; impotência; cãibras menstruais e TPM; dor nervosa e distúrbios do sistema nervoso central. Na Europa essa planta é muito utilizada para tratar casos de disenteria.

Além disso, a Marapuama serve para:

  • melhorar a circulação do sangue;
  • fortalecer a saúde do coração;
  • tratar a anemia;
  • disfunção erétil;
  • aumentar a libido;
  • combater a fadiga e o estresse;
  • melhorando a memória
  • aliviar problemas estomacais, incluindo diarreia e disenteria;
  • tratamento da depressão;
  • fraqueza, gripe, vermes, inchaço, celulite,
  • prevenir a queda de cabelo.
  • tratar o reumatismo crônico (aplicada com tópico) e paralisias parciais.

Benefícios da Marapuama

Um dos seus principais benefícios seria a da melhora dos aspectos físicos e psicológicos e da libido. Inclusive, existem alguns estudos que relatam que a marapuama, pode aumentar consideravelmente os níveis de testosterona do corpo e efeitos ligados à sexualidade.

Também podemos citar aqui como benefício como excelente tônico neuromuscular e é muito importante sua atuação contra a debilidade, a fraqueza, perda de memória, fadiga e mal estar e na eficácia contra a depressão e pessoas estressadas.

Ainda podemos citar como benefício a sua atuação na queda de cabelo, beribéri (doença causada pela falta de vitamina B) e outras disfunções. Caso ela seja utilizada como extrato pode ajudar no combate da celulite e da artrose.

Propriedades

A casca de Muira Puama é rica em fitoquímicos, esteróis vegetais, ácidos graxos e óleos essenciais, triterpenos, cumarina, e um tipo de alcaloide, muirapuamina.

Graças a estes princípios ativos, possui propriedades analgésicas, antiulcerosas, além de diminuir o colesterol (efeito hipocolesterolémico).

Efeitos Colaterais

  1. Apesar de todos os benefícios citados acima, as chances dessa planta apresentar efeitos colaterais são pequenas por ela ser um remédio natural.
  2. Em raros casos, devido ao uso em excesso, consumo desenfreado e inadequado alguns efeitos colaterais podem surgir, tais como: insônia, tremor na mão e palpitações.
  3. A Marapuama não é um medicamento, porém o ideal é que sua utilização seja feita com a orientação de profissional de saúde.

Contraindicações

Devido à falta de estudos seguros, devem evitar o uso da Muirapuama:

  1. Mulheres grávidas ou que amamentam, as crianças e idosos;
  2. Pessoas com problemas de pressão arterial e do coração;
  3. Pessoas que possuem alguma alergia aos componentes da planta.

Como Usar

São muitas as maneiras de se usar essa erva e entre elas podemos citar na forma de compressa, tópico local, infusão de chá, em cápsulas ou como a planta em pó.

Na forma de compressa ou tópico, ela é aplicada na região em que está afetada pela má circulação sanguínea.

A Marapuama em pó in natura deve ser tomada em uma colher das de chá, que são cerca de 5g, em um copo com água e por três vezes ao dia.

Em combinação com outras ervas, como a Maca, Muira Puama é usada como um remédio natural para disfunções sexuais. Além disso, tal como comprava um estudo, as mulheres também podem experimentar um aumento da libido.

A dose oral recomendada de Muira Puama está compreendida entre 1000-1500 mg de um extrato em pó concentrado de 4:1.

O artigo Marapuama em Pó: Para Que Serve, Benefícios e Efeitos Colaterais apareceu primeiro em Rural BR.

Tudo Sobre Plantas Medicinais e suas Utilidades – Nomes de A a Z

Sempre é bom conhecer os benefícios das plantas medicinais para utilizá-las quando necessário. Isto porque, existe uma longa lista com nomes de diversas plantas e ervas com propriedades medicinais que podem ser usadas como remédio, chá, óleo ou apenas como tempero.

plantas medicinais

No meio ambiente, cada cultura tem as suas plantas medicinais favoritas e, de fato, em todos os continentes, encontram-se plantas que curam doenças comuns que podem nos afetar. No entanto, há algumas plantas ou ervas medicinais que já são universais porque se espalharam por todo o mundo.

Em tempos não tão distantes, estão sempre presentes em quintais e cozinhas, muitas são utilizadas para curar problemas de estômago, gripe, insônia, ansiedade, diabetes, impotência sexual, palpitações e entre outras condições.

O que são plantas medicinais?

As plantas medicinais são aquelas susceptíveis de serem utilizadas para algum fim curativo. Elas contêm substâncias com propriedades benéficas para a saúde do nosso organismo.

Deve-se diferenciar as plantas medicinais da fitoterapia, pois esta é usada para denominar a ciência que estuda o uso de produtos de origem vegetal com um fim terapêutico, usando como base para seus medicamentos, as drogas vegetais extraídos de plantas medicinais.

O conceito de droga vegetal faz referência a parte exata da planta medicinal que é usada com um fim terapêutico; deste modo, a droga vegetal se adapta à forma farmacêutica adequada para ser consumida.

Nomes e Para que Serve

Maca Peruana

De origem peruana, a Maca Andina, Lepidium meyenii, é considerada uma raiz com propriedades antidepressivas, estimuladora do sistema imunológico, muito benéfica para aliviar os sintomas da menopausa, com alto poder afrodisíaco tanto em homens como mulheres, reguladora de hormônios e que ajuda a prevenir alguns tipos de câncer.

A raiz da maca peruana garante o aporte de energia necessário para enfrentar o estresse diário, e também tem o poder da fertilidade. É um superalimento muito utilizo como estimulante sexual, além de ser um potente protetor da memória e da pele.

Moringa

A Moringa Oleifera é conhecida e utilizada por ser muito rica em nutrientes e poder ser usada em uma infinidade de remédios naturais para manter e recuperar a saúde. Com fins medicinais e nutricionais emprega-se, literalmente, toda a árvore: podem-se usar as folhas, os frutos, as sementes, as raízes e a casca. Já na Ayurveda (medicina tradicional indiana) indicava que a moringa era utilizada como remédio natural para mais de 300 doenças.

A Moringa é conhecida por suas propriedades medicinais, e pela grande variedade de usos terapêuticos e nutricionais.

Entre os nutrientes da moringa podemos destacar que suas folhas são ricas em: Vitamina C, possui Vitamina A, Vitaminas do grupo B (B1, B2, B3, B5, B6), Vitamina E, Vitamina K, minerais como o potássio, ferro, cálcio, fósforo, selênio, magnésio, triptofano e zinco.

A moringa é utilizado na medicina tradicional para casos de: asma, hepatite, epilepsia, diabetes, doenças cardíacas, tosse, pressão alta, artrite, doenças dos rins, anemia, desnutrição, bronquite, doenças de pele, tuberculose, problemas dos olhos, sintomas da menopausa.

Além disso, a moringa tem ação anti-inflamatória, efeito antibiótico e retarda o envelhecimento.

Stévia

A stévia é um pequena planta que não costuma ultrapassar os 80 cm de altura, perene, da família dos crisântemos, que normalmente cresce na América do Sul. O extrato de stévia é 200 vezes mais doce que o açúcar, não provoca o aumento dos níveis de insulina no sangue. É isso que a torna tão popular.

O gosto da estévia tem um início lento e uma duração mais longa do que a do açúcar, e alguns de seus extratos podem ter um sabor amargo ou alcaçuz em altas concentrações.

Valeriana

Graças à sua ação sedativa, a Valeriana Officinalis ajuda a diminuir a atividade do sistema nervoso central e do cérebro, exercendo um efeito relaxante, ideal para aqueles que sofrem de insônia. Estes efeitos tranquilizantes também parecem ser eficazes na redução da ansiedade e do estresse.

Ginseng

A raiz de ginseng, proveniente da Ásia, é uma das plantas medicinais com muitas propriedades benéficas. Contribui para aumentar o desempenho físico e mental, favorece a memória e reduz a sensação de cansaço, o que faz com que seja comumente utilizado entre os estudantes.

Além disso, ajuda a aumentar imunidade do organismo; é por isso que se costuma utilizar com frequência na prevenção de gripes e resfriados e contribui para a redução da pressão arterial.

Tribulus Terrestris

Tribulus Terrestris é considerada uma das plantas medicinais mais potentes do mundo, ficou famosa por ser bastante utilizada por atletas de elite para aumentar a resistência física.

O Tribulus exerce sua função sobre a testosterona e a libido, assim como também atua sobre o humor, diminui o peso de forma rápida, ajuda a obter um sono reparador, protege o sistema cardiovascular e é usado para evitar as dores musculares crônicas.

Rhodiola Rosea

Rhodiola Rosea é uma erva medicinal popular que se desenvolve no clima frio. Ela possui vários benefícios para a saúde, e pode aumentar a energia física e mental, durante momentos de estresse.

O artigo Tudo Sobre Plantas Medicinais e suas Utilidades – Nomes de A a Z apareceu primeiro em Rural BR.